sábado, 25 de setembro de 2010

os opostos se atraem.


Ela estava odiando o amor por muito tempo. Ele estava querendo o amor por muito tempo. Ela sempre viveu brincando e por isso se arrependeu. Ele sempre levou tudo a sério e nunca pôde se arrepender por ter se divertido demais com as coisas que acontecem. Ela precisava de alguém que a prendesse no chão, já que vivia nas nuvens. Ele precisava de alguém que o levasse ao céu, mas não tão alto. Em meio a suas diferenças, eles começaram a se conhecer. Eo começo, ela era uma chata e ele um sem graça. Depois de um tempo, ele era seu motivo e ela sua conseqüência. Agora ele podia reclamar de se divertir demais e esquecer dos problemas com ela, e ela podia se queixar de se preocupar com as coisas, pois se preocupava com ele. Sem querer ela se apaixonou, estava amando de novo. Sem querer ele encontrou o que tanto procurava, apenas sabia o quanto a amava. A verdade é que nunca vão ser iguais e é por isso que nunca vai dar errado. Como dizem por aí: os opostos se atraem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário