quarta-feira, 4 de maio de 2011

 ”Não é fácil perdoar, olhar para esses olhos e agarrar essas mãos mirradas - respondeu ele - Beija-me e não me deixes ver os teus olhos! Perdoo-te o mal que ME fizeste. Porque eu amo quem me mata. Mas mataste a ti própria e como poderei eu perdoar quem te mata?” 
(O Morro dos Ventos Uivantes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário